descrever o óculos sobre a mesa

por lucas ferreira

A NAMORADA

como se falasse em morse
a namorada pontua a fala
luzes acendendo e apagando

e a namorada é uma marginália ilegível
uma ligação de quem está num túnel
e decide se matar na sexta-feira

nada se entende na namorada
é como um poema numa língua estrangeira:
duas vezes mais inexplicável
três vezes mais belo.


PENA

pena das pessoas que você não amou
pena das pessoas que não te amaram

não tenho pena de mim
que te amei e matei todos outros milagres.


DESCREVER O ÓCULOS SOBRE A MESA

é simples
é simples descrever qualquer coisa

1º preciso dizer que um óculos sobre
a mesa não conserta os olhos de ninguém

e é melhor não usá-lo se embaçado
é como se não o usasse

um óculos é passível de erro
às vezes não concorda em número, em grau

um grau de um lado, um grau do outro
dois pesos, duas medidas

apesar disso, os óculos dão ao nariz algum sentido
existem pra dar sentido às coisas

como você pode ver agora,
é simples descrever o amor.


lucas ferreira vive atualmente no rio de janeiro. estuda literatura na
ufrj. e é só. é pouco é quase nada. é tudo o que se tem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

faz um PIX!

Caso dê erro na leitura do QRCode, nossa chave PIX é editora@aboio.com.br

Comprando durante a pré-venda, você garante o livro com 10% de desconto e ainda leva o nome impresso nele! Clique aqui e saiba mais.

faz um PIX!

Caso dê erro na leitura do QRCode, nossa chave PIX é editora@aboio.com.br

Comprando durante a pré-venda, você garante o livro com 10% de desconto e ainda leva o nome impresso nele! Clique aqui e saiba mais.

DIAS :
HORAS :
MINUTOS :
SEGUNDOS

— pré-venda no ar! —

Literatura nórdica
10% Off

Shopping cart close