Elon Musk paira sobre Marte enquanto cavalga a Terra com seu queixo quadrado

por Geri Moskine
Foto de Elon Musk para ilustrar o texto "Elon Musk paira sobre Marte enquanto cavalga a Terra com seu queixo quadrado" de Geri Moskine

Geri Moskine faz literatura, mas mantém os fatos. Aquele zumbido no pavilhão que invade pelas frestas. Não é a crise da imprensa, mas o que pode fazer para agravar. Sorrateiro na preservação da brasa, vê o que está implícito para criar contextos em movimentos de contestação que chafurdam no lixo, na sopa da cultura e na inconsistência coletiva da linguagem. Para entrar em contato procure o @GDegolado no twitter, colega de bar que anota num guardanapo e passa o recado.


O mais rico do mundo foi eleito Personalidade do Ano de 2021 pela revista Time. Sua principal fonte de fama é o impacto no planeta Terra, porém o espaço é que mais o anima devido aos planos de “tornar a vida multiplanetária em uma civilização espacial, construir uma cidade em Marte e trazer criaturas para lá em uma arca de Noé futurística.”

O playboy espacial que aspira nosso planeta e questiona a lei da gravidade, “põe satélites em órbita e rédeas no sol; dirige um carro sem gasolina e, com um estalar de seus dedos, o mercado dispara ou desmaia”, escreveu a Time.

Há poucos anos, foi um vigarista louco à beira de falir. Agora, este tímido que superou a tragédia pessoal, inclina os governos à força de sua ambição enquanto cria as regras sozinho com a constelação de 5.000 satélites com objetivo de oferecer sua internet e dominar a economia espacial. Questionado, diz: “coisas estranhas, afinal é assim que meu cérebro funciona. Te mando pra Marte e você achou que eu seria normal?”.

Em 2021, venceu um contrato com a Nasa para fazer turismo espacial na Lua, mas seu filho X Æ A-Xii (como um gato correndo pelo teclado) se envolveu em maconha durante podcast ao vivo. Mesmo legalizado, o gesto não pegou bem e a Nasa precisou conduzir uma “análise do ambiente” para se certificar de que está seguindo rígidas regras com drogas para bebês de 1 ano.

As polêmicas que envolvem o bilionário cruel e petulante, são acusações de assédio sexual, más condições de trabalho, racismo e violações regulatórias, especialmente quando desafiado. Comumente tratado como supervilão, também quebrou os regulamentos de saúde para manter fábricas funcionando durante a pandemia.

Para ele dinheiro é marcador de pontos e foguetes são brinquedo. Assim incorpora o zeitgeist desta era de impossibilidades finitas em um mundo refeito, onde as práticas desgastadas e sem precedentes se tornam lógicas, onde a humanidade não pode mais ser salva dessa viagem selvagem em gravidade zero.


CUT-UP das fontes:

Elon Musk é escolhido Pessoa do Ano de 2021 pela revista Time (Folha S. Paulo – 13/12/2021)

Elon Musk busca fincar satélites nos céus brasileiros, um mercado ainda pouco regulado (El País – 12/12/2021)

Apesar das polêmicas, a revista Time elege Elon Musk como “Personalidade do Ano” (Época Negócios – 12/12/2021)

Elon Musk: a trajetória e as polêmicas do bilionário escolhido ‘Personalidade do Ano’ pela revista ‘Time’ (G1 – 13/12/2021)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

faz um PIX!

Caso dê erro na leitura do QRCode, nossa chave PIX é editora@aboio.com.br

Comprando durante a pré-venda, você garante o livro com 10% de desconto e ainda leva o nome impresso nele! Clique aqui e saiba mais.

faz um PIX!

Caso dê erro na leitura do QRCode, nossa chave PIX é editora@aboio.com.br

Comprando durante a pré-venda, você garante o livro com 10% de desconto e ainda leva o nome impresso nele! Clique aqui e saiba mais.

DIAS :
HORAS :
MINUTOS :
SEGUNDOS

— pré-venda no ar! —

Literatura nórdica
10% Off

Shopping cart close